Passo a passo Horta-Jardim na Varanda – (1) Observar

Antes de transformar e mudar a função da tua varanda é importante observar o espaço. A observação permite a recolha de informações muito úteis quando tiveres de decidir que plantas escolher e o lugar certo para cada uma delas.  

  • Orientação (Norte, Sul, Este e Oeste)

É uma informação indispensável para poder seleccionar as plantas certas. A maioria das plantas vive bem em varandas orientadas a Este com o sol da manhã ou a Oeste com o sol da tarde. As orientações a Sul e Norte são mais extremas pelo que é preciso escolher com mais cuidado as plantas. Uma varanda virada a Norte, luminosa e sem sombras, pode ser um ambiente bom para muitas plantas, embora a sua floração possa não ser tão exuberante.

  • Exposição Solar (horas de sol por dia)

As plantas necessitam de um mínimo de luz solar e calor durante um período suficiente de tempo para crescer e frutificar. De quantas horas de luz direta dispõe? O espaço tem sol pleno, sol parcial ou sombra completa?  Tem diferentes exposições solar? Identifica os diferentes ambientes do teu espaço.

Exemplo de exposição solar de uma varanda ao longo do dia

   

Se o espaço tiver pouco sol podes criar estratégias para levar a luz solar até as plantas. Espelhos ou refletores nas paredes podem ajudar as plantas a captar a luz necessária para a realização da fotossíntese. As paredes pintadas de branco, para além de criar uma sensação de maior luminosidade, produzem um aumento de luz disponível para as plantas. Mas atenção, devido à incidência da radiação solar, o calor pode ser excessivo para as plantas expostas a uma parede branca virada a Sul.  Nestes casos podes colocar um toldo ou um guarda-sol ou criar sombras com plantas maiores.

Artigo relacionado: Criar uma horta-jardim numa varanda com sombra

  • Vento

Para edifícios altos, o vento é um factor limitante. Ventos fortes reduzem o crescimento e a humidade do solo. A diferença entre um espaço protegido e um espaço ventoso pode ser um rendimento de 100% maior para o local protegido. As plantas colocadas numa varanda orientada para Oeste são as que mais sofrem com as inclemências do tempo. Assim, em varandas desabrigadas, é preciso proteger as plantas.

  • Sobrecarga

Cuidado, a terra é um material que aumenta de peso quando molhada. Por isso deves ter em conta a capacidade de resistência da varanda, especialmente no caso de edifícios antigos.

As varandas e terraços construídos actualmente têm normalmente em média a capacidade de aguentar cerca de 250kg/m2 . Para ter como referência, uma floreira em PVC de 50 x 40 x 20 + terra molhada + plantas pesa cerca de 20 kg. Se a floreira for de madeira pesa cerca de 25 kg. 

  • Nível de poluição do local

Os metais pesados acumulam-se nas folhas. Se vives numa zona com muita circulação automóvel evita cultivar hortaliças de folhas. Lavar sempre as plantas com 1% de vinagre antes de as consumir.  Algumas plantas possuem características especiais que permitem que elas transformem elementos poluentes presentes no ar, como o benzeno, monóxido de carbono ou etileno. Exemplos: Alóe Vera, Crisântemos, Lírios da paz.

ATIVIDADE: PLANTA DE DIAGNÓSTICO 

Faz uma planta da tua varanda ou terraço (como se fosse vista de cima) com a seguinte informação:         

  • Estruturas, elementos existentes;
  • Orientação solar;
  • Exposição solar ao longo do dia;
  • Ventos dominantesDe onde vem o vento? Quais são as zonas mais afectadas?

Índice “Passo a passo Horta-Jardim na varanda”

Anúncios