Passo a passo Horta-Jardim na varanda: (7) Sementeiras

Semeie em vez de plantar: Uma saqueta de sementes custa muito menos que uma planta e resulta em dezenas de plantas!

Que recipientes usar? Sementeiras feitas de material reciclado; 
  • Rolos de papel higiênico – no transplante, não é necessário retirar a planta do ‘vaso’ original, basta plantar tudo num vaso maior e esperar que o cartão se decomponha;
  • Copos de Iogurte;
  • Caixas de ovos e cascas de ovos;
  • Vaso ( local definitivo) –  os legumes raízes tais como os rabanetes, as cenouras e os nabos são semeados em local definitivo.
  • Caixas de plástico para criar um efeito de estufa.

10300274_737325752957005_3148980179354941326_n   10314759_737325822956998_7543613597683695894_n

Quando?

  • Época de plantio –  Se quiseres adiantar-te um pouco à estação podes começar a semear no interior, perto de janelas ensolaradas e depois transplantar as plantas para um vaso definitivo.  Ao semear no interior é possível ter colheitas mais cedo e poupar espaço na varanda. Os tomates, pimentos, pepinos semeiam-se em casa, perto de uma janela, a partir de março. Em maio são plantados em lugar definitivo na varanda.
  • Fases da Lua –  A influência da lua baseia-se em dois princípios: a diferença de luminosidade –  segundo as fases da lua –  e a força de gravidade e a atração que exerce sobre os líquidos (neste caso a seiva das plantas). Durante o Quarto Minguante a seiva concentra-se na raiz. Devem-se plantar ou semear, todas as plantas cujo órgão comestível se desenvolve abaixo do solo (raízes, tubérculos, rizomas e bolbos), isto porque a planta ao germinar força o enraizamento.  Entre o Quarto Crescente e a Lua Cheia, plantar ou semear tudo o que se desenvolve acima do solo (hortaliças e frutos). Nesta fase, a lua exerce uma influência muito boa sobre as plantas, já que a seiva está presente em maior quantidade no caule, nos ramos e nas folhas. Na Lua Cheia evitar as sementeiras e plantios.

Qual o melhor substrato?

A terra de jardim só não é aconselhável para a germinação pois é normalmente pesada e não permite uma boa drenagem. O substrato deve ser leve, permeável e rico em nutrientes para favorecer a germinação e alimentar a planta durante as primeiras semanas. Não deve conter insectos ou pedras.  A mistura deve ser nas seguintes proporções : 2 partes de terra “comercial” + 1 parte de areia de rio OU ¼ de terra do jardim + ¼ de areia de rio + ½ composto.

Como semear?

  • Encher o recipiente de substrato – 9/10 – humidificar com pulverizador;
  • Semear 2 sementes por recipiente;
  • Cobrir a sementes com substrato, normalmente 3 X a espessura da semente;
  • Humidificar com pulverizador – não regar com regador mas sim com pulverizador para manter o substrato húmido mas não encharcado senão apodrece. 
  • Etiquetar com nome e data;

Como cuidar? 

  • Colocar a sementeira perto de uma janela sem luz direta.
  • Para incentivar sementeiras saudáveis, manter o substrato húmido de maneira uniforme até que as sementes germinem;
  • Depois da muda germinar e ter um desenvolvimento inicial – quando a muda tiver o tamanho de um polegar – é hora de fazer o transplante para um vaso maior para que a planta possa continuar a crescer.
  • Antes de mudar as plantas para o exterior, convém “robustecê-las” para as acostumar às condições exteriores. Isto consegue-se colocando as plantas no exterior por períodos progressivamente mais longos, começando por algumas horas e aumentando até um dia inteiro ao longo de cerca de uma semana;
  • As jovens plantas devem ser protegidas do frio, vento ou calor intenso.

Índice “Passo a passo Horta-Jardim na varanda”

Anúncios