Workshop Cosméticos Naturais e Consumo Consciente

workshop

 

Um evento que responde à necessidade crescente de encontrar alternativas naturais à cosmética convencional, mais saudáveis, económicas e sustentáveis.

Um convite à descoberta do poder dos ingredientes naturais e do prazer de criar os seus próprios cosméticos livres de químicos. Vamos aprender a fazer:
– Pasta de dentes
– Desodorizante
– Máscara facial

Os ingredientes utilizados compram-se facilmente numa ervenária e as receitas são fáceis de fazer.

Formadora: Marlene Moleirinho.
“A prática e vivência da ética do cuidado com a Terra e as Pessoas fazem parte da minha aprendizagem ao longo da vida. Uso ferramentas como a ecologia profunda, a alimentação saudável, a medicina natural e o consumo consciente”
Mais info aqui. 

Local: COWORK LEIRIA
Sábado 21 de Maio 2016 das 15h às 17h00
Custo: 20 Euros. 
Inscrição obrigatória: hortajardimnavaranda@gmail.com
Não deixes de te inscrever por dificuldades económicas. Contacta-me, encontraremos uma solução.
O formando poderá levar para casa  os cosméticos elaborados durante o workshop e as receitas.

Ficha de planta: Lucia-lima

thA Lúcia-lima  é um arbusto nativo da América do Sul. É também conhecida por limonete, doce-lima, bela-luísa. As suas folhas e flores são muito apreciadas devido ao seu acentuado aroma a limão.

Exposição solar: Prefere exposição completa ao sol.

Ciclo de vida: Perene, pode sobreviver até 20 anos.

Necessidades:  Prefere solos leves, com boa drenagem e uma boa exposição ao sol.
Agradece podas regulares, para manter um aspecto equilibrado e para favorecer o rebentamento de novos ramos. Proteger das geadas. Não tolera temperaturas muito baixas, quando chega aos 0º perde as folhas embora resista até aos -10º.

Altura/ Porte:  Pode atingir 2 a 3 metros.

Propagação:  Na Primavera e Verão por estaca. Ver como Plantar por estaca.

Tipo de vaso: Vaso  com cerca de 30 cm de altura.

Manutenção:  A lúcia lima é suscetível ao ataque da mosca branca, é conveniente manter a planta arejada. Para combater esta praga deve-se pulverizá-la com biopesticidas naturais. Saber maisAo regar deve evitar ensopar o solo (o mesmo é válido quando propaga esta planta por estacaria) regando regularmente nos dias mais quentes. Evite molhar a parte aérea da planta a fim de evitar a propagação de doenças.

Partes usadas: Folhas e flores. A colheita deste arbusto pode ser realizada assim que ele atingir os 20 cm de altura.  Como colher e secar.

Propriedades e usos:  Como medicinal a lúcia-lima é um relaxante do sistema nervoso combatendo enxaquecas, nervosismo, agitação e insónias. Além disso, estimula o apetite e tem uma acção anti-espasmódica sobre o aparelho digestivo, aliviando cólicas gastro-intestinais e também dores menstruais. Hipotensora, ajuda a baixar a tensão arterial. Para obter os benefícios medicinais, basta preparar uma infusão.  Como fazer uma infusão? Pode tilizar as folhas para temperar saladas, vegetais e peixes.

Também pode ser usada para repelir insetos. Basta fazer uma infusão e diluí-la em água e borrifar nos locais onde os mosquitos costumam ficar, ou até mesmo colocar a própria planta no ambiente, assim como dentro de roupeiros e gavetas, para garantir que as roupas fiquem afastadas de traças e mofos, propiciando ainda um aroma agradável.

 

Infusões medicinais

Ingredientes: 1 colher de sopa de planta seca ou  2 colheres de planta fresca + água acabada de ferver. Usar sempre cha-erva-cidreiraplantas livres de pesticidas, provenientes de cultivo orgânico.

Método: Coloca as folhas ou flores, frescas ou secas, numa chávena e deita por cima água acabada de ferver. Tapa e deixa em infusão 10 minutos, depois filtra. Se quiseres adoçar o chá, usa mel.

Alecrim: para auxiliar a concentração, memória. Contra a tristeza.
Camomila: contra insónias – 4 flores por chávena.
Endro: contra cólicas e indigestão – 1 colher de chá de sementes esmagadas por chávena.
Erva-cidreira: contra dores de cabeça e indigestão –  4 folhas frescas
Hortelã-pimenta: contra indigestão
Tomillho: contra febre, tosse, gripe, constipação.

Workshop de Plantas aromáticas

Cultiva as tuas plantas aromáticas em casa!

Sábado 28 de Fevereiro no Cowork Leiria.
Inscrições: hortajardimnavaranda@gmail.com
10997253_10153573945451258_2055579396_n

O Workshop de ervas aromáticas vai ter uma componente bastante prática… 

Vamos…
– observar o espaço para descobrir o local certo para cultivar aromáticas;
– meter as mãos na terra para semear e plantar aromáticas;
– aromatizar azeite com ervas;
– fazer um limpa tudo perfumado com ervas;

Mini Jardins de Suculentas

10947473_10152642423623316_1374309166_n“As plantas suculentas são aquelas nas quais a raiz, o talo ou as folhas foram engrossados para permitir o armazenamento de água em quantidades muito maiores que nas plantas normais. Esta adaptação lhes permite manter reservas do líquido durante períodos prolongados, e sobreviver em ambientes áridos e secos que para as outras plantas seriam inabitáveis. O exemplo mais típico de suculência é a dos cactos. A adaptação das suculentas lhes permite colonizar ambientes pouco habitados, que recebem pouca competição por parte de outras espécies e, nos quais os herbívoros são escassos.” Wikipedia

Preparar o solo
As Suculentas gostam de solos ricos em nutrientes e com pouca água.

  • Mistura partes iguais de areia / perlite e terra vegetal.

A Perlite é uma rocha vulcanica. Pode ser usada parcialmente ou totalmente no lugar de areia e cascalho para melhorar a drenagem e isolamento. Absorve e mantém o ar e humidade do substrato. Melhora a estrutura do solo, evitando a compactação e endurecimento. Por ser muito leve em muitos casos viabiliza o plantio em cestas e vasos pendurados.

10937362_10152642423533316_1620179085_n 10942484_10152642423568316_138820372_n

O vaso  não precisa de ser muito fundo, porque a suculenta tem raízes curtas. Forra o vaso com uma camada de 2 cm de pedrinhas. No exterior, o vaso deve ser sempre furado para drenar  água.

No interior, o vaso pode não ser furado. Podes usar recipientes de ceramica ou vidro…. o limite é mesmo a tua imaginaçao.

10884786_10152642423598316_1922344866_nPosiciona o recipiente num lugar bem ventilado ou onde seja possível abrir uma janela. Um lugar com uma boa luminosidade, uma janela ensolarada que tenha sol durante 4 a 6 horas é o ideal, mas cuidado quando estiver muito quente no verão perto das janelas o calor pode ser excessivo.

Rega quando o solo está bem seco.  Mais ou menos 1 x por semana no verão e a cada 15 dias no inverno. Podes enfiar um palito ou um pau de churrasco no recipiente para ver o graú de humidade da terra. Rega sempre à volta da planta e não sobre a planta.  Não deixes um prato com água por baixo do vaso, a humidade excessiva apodrece as raízes da planta.

Propagação por Folhas
Retira folhas de uma suculente com muito cuidado. Deixa as folhas num local luminoso, longe do sol direto durante um ou dois dias. Depois pousa as folhas num vaso com terra – com o local de junção para baixo- e rega por gota a gota o solo e só à volta das folhas.

10937518_10152642423683316_1613262033_nPropagação por Galhos
Deixa cicatrizar por um dia ou dois dias e planta. Rega gota a gota s solo e só à volta da planta. Posiciona o recipiente num lugar bem iluminado, ventilado e sem incidência direta do sol.  Quando já estiverem enraizadas podes escolher um lugar com luz direta do sol.

Propagação por “Filhotes”
Algumas suculentas produzem “filhotes” logo abaixo das suas folhas, junto à planta, de maneira que basta retirar estas pequenas mudas e plantá-las em local definitivo.